03/01/2018

Resenha: Tash e Tolstói


Título: Tash e Tolstói
Autor(a): Kathryn Ormsbee
Editora: Seguinte
Páginas: 376
físico / e-book
Livro cedido pela editora para resenha
Natasha Zelenka é apaixonada por filmes antigos, livros clássicos e pelo escritor russo Liev Tolstói. Tanto que Famílias Infelizes, a websérie que a garota produz no YouTube com Jack, sua melhor amiga, é uma adaptação moderna de Anna Kariênina. Quando o canal viraliza da noite para o dia, a súbita fama rende milhares de seguidores e, para surpresa de todos, uma indicação à Tuba Dourada, o Oscar das webséries. Esse evento é a grande chance de Tash conhecer pessoalmente Thom, um youtuber de quem sempre foi a fim. Agora, só falta criar coragem para contar a ele que é uma assexual romântica ou seja, ela se interessa romanticamente por garotos, mas não sente atração sexual por eles. O que Tash mais gostaria de saber é- o que Tolstói faria?

Eu não conhecia este livro até abrir o pacote da Seguinte com ele. Amei as cores da capa, apesar de imediato não ter gostado muito da arte. E então fui ler a sinopse, para saber do que ele se trata e quando li a frase ela se interessa romanticamente por garotos, mas não sente atração sexual por eles eu fique louca. Tem uns anos que eu comecei a me interessar por assuntos relacionamentos a sexualidade, identidade de gênero e tudo mais e li alguns livros do assunto, mas no geral eu gosto de acompanhar alguns canais mesmo. E até então eu nunca tinha visto um livro com uma protagonista assexual e obviamente esse livro furou a minha fila de leitura.

Mas não se engane, Tash e Tolstói não aborda somente a sexualidade de sua protagonista. Apesar de isso ser um fator importante na obra não é o mais importante. A autora deu muito mais valor as questões familiares e amizades de Tash e isso que deixou a obra tão legal. Ela é uma adolescente que sonha em ser diretora de cinema e com seus dezessete anos filma com sua melhor amiga, Jack, uma websérie para Youtube chamada Familias Infelizes baseada na obra Anna Karenina de Tolstói. O canal não é muito visitado, mas da noite para o dia da um boom de views e eles ficam famosinhos e são indicados pare um prêmio super importante com vários outras webséries e youtubers. É tão bem moderninho, da forma como nós vemos hoje em dia nas redes sociais com esses youtubers e outros tipos de canais que ficam famosos na plataforma. Mas por trás de tudo isso tem sua família, que são de imigrantes e sentem saudade de casa. Sua irmã que está prestes a ir para a faculdade em outro estado e acaba se afastando da família nas ultimas semanas que ela ainda tem em casa. Seus amigos que não entendem muito bem a sexualidade de Tash, mas que querem apoia-la de qualquer maneira. Entre outras e outras questões que vão aparecendo.

Eu amei Tash, sério. Ela tem sonhos que está disposta a ir para qualquer lugar alcançar, mesmo que isso custe seu próprio futuro. O único problema é que aos poucos ela foi se perdendo de si mesma por causa da "fama" repentina do canal, mas chega um ponto em que ela percebe que mesmo que seja seu sonho nem tudo deve ser sacrificado em nome dele. Chega o momento em que ela sabe escolher o que é importante no presente e não no futuro, porque sim tem diferenças e nem sempre devemos pensar somente no dia de amanhã.

Eu sofri um pouco com ela quando suas questões sobre assexualidade surgiam, mesmo que eu não me identifique com nenhuma delas. Mas era o medo dela de contar para as pessoas sobre isso, o medo de ser mal compreendida e no que diz respeito aos garotos o que eles pensariam dela, como seriam seus relacionamentos. O livro não tem um romance, como a sinopse pode sugerir. O tal garoto youtuber é alguém que mora longe e ela tem uma certa paixão pela ilusão de que criou dele, mesmo que a amizade seja bonitinha inicialmente. Mas como a coisa vai caminhando para que eles se conheçam em algum momento ela se vê pensando mais e mais sobre sua sexualidade até o momento em que tem que sair do armário, como ela chama, para o menino. É uma cena que me deixou bastante apreensiva mas Tash teve a melhor atitude possível diante da situação e depois disso ela só melhorou mais e mais (mesmo parecendo que não tinha o que melhorar).
Então, tipo, você não deve ter medo de mudanças, porque elas nos lembram de que estamos vivos e de que algo está acontecendo conosco.

Este é, com certeza, um dos melhores yound adult que já tive a chance de ler. Ele trás todas as questões importantes da idade, além das citadas acima, também fala sobre faculdade, emprego, sonhos e coisas que realmente importam na nossa vida. É uma leitura divertida, pois acompanhamos um pouco do processo de gravação da série de Tash, e também emocionante na dose certa.


15 comentários:

  1. Muito interessante,amiga!
    Bjo e feliz 2018 com novas atitudes!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  2. Vi várias resenhas desse livro, acabei de ler a sua e ainda não li ♥ eu gostei muito da proposta do livro e já coloquei na meta para 2018 \o/

    beijoo

    ResponderExcluir
  3. Me apaixonei pela capa do livro, bem divertida.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAAAAAa eu tô louca pra ler esse livro, sua resenha me deixou mais vontade ainda! É tudo tão amorzinho <3

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bom?
    Que livro lindo, de cara já adorei a capa, as cores e tudo. Ainda não conhecia a achei bem legal a protagonista ser assexual, realmente não se vê muito. Já adicionei o livro aqui nos desejados.
    Até mais o/

    ResponderExcluir
  6. É sempre complicado este lance de sexualidade, imagino o quão difícil para aqueles que fogem do "padrão" seja assumir. Já ouvi muita coisa boa deste livro, mas não o li ainda.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  7. que linda a capa, mas n gostei mto da historia repasso dessa vez

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia o livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura! :) Fiquei algo curioso.

    Que bom que há cenas que te deixam mais apreensiva e despertam outras emoções!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  10. Oii
    Que bom saber que foi um dos melhores young adults que tu leu, eu tenho muita curiosidade em ler ele e sua resenha me animou ainda mais, não vejo a hora de ler. Amei tua resenha.
    Bjos, Bya !💋

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Já vi a capa desse livro rolando no meu insta, mas para ser sincera nunca parei par prestar atenção de fato no enredo. É uma premissa diferente, mas não me enche os olhos a ponto de querer fazer a leitura, mesmo lendo essa resenha maravilhosa, mas quem sabe um dia eu dê uma chance para esse livro?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá!!

    Eu já tinha visto esse livro nas redes sociais, mas não sabia muito bem sobre a temática. Gostei. Achei até original em relação ao que eu vejo ao navegar na blogosfera e fiquei feliz em saber que foi uma boa leitura.
    Eu gostei bastante da capa hahah.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Já li várias resenhas sobre esse livro mas infelizmente não é uma leitura que me agrade muito, irei deixar passar a dica dessa vez, mas muito obrigada mesmo assim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oie
    muito legal sua resneha, ainda não conhecia o livro mas é impossível não ficar curiosa, adorei o tema e o enredo que o autor criou, parece ser uma leitura que nos faz refletir ao mesmo tempo que nos faz relaxar

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Confesso que vi o livro na leitura daqui do shopping e fiquei APAIXONADA pela capa, assim como você, mas eu não sabia nadica do livro. Achei super legal abordar a assexualidade e já vou baixar no Kindle pra ler.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar. Volte sempre. <3