13/11/2017

Resenha: Scarlet

Título: Scarlet
Autor: Marissa Meyer
Editora: Rocco
Páginas: 480
Depois de Cinder, estreia de sucesso de Marissa Meyer e primeiro volume da série As Crônicas Lunares, que chegou ao concorrido ranking dos mais vendidos do The New York Times, a autora está de volta com mais um conto de fadas futurista. Scarlet, segundo livro da saga, é inspirado em Chapeuzinho Vermelho e mostra o encontro da heroína ciborgue que dá nome ao romance anterior com uma jovem ruiva que está em busca da avó desaparecida.
Em uma trama recheada de ação e aventura, com um toque de sensualidade e ficção científica, Marissa Meyer prende a atenção dos leitores e os deixa ansiosos pelos próximos volumes da série.

O primeiro livro da série se mostrou melhor do que eu imaginava que ele seria, foi nesse momento que eu agradeci de apenas t3er começado a ler a serie quando já tinha três livros na estante, claro que assim que terminei o primeiro livro e nem descansei peguei o segundo para ler.

Scarlet vive com sua avó numa fazenda produtora de legumes e hortaliças, mas as coisas não andam bem para Scarlet sua avó está sumida a mais de uma semana e não há sinal de onde ela poderia ter ido ou levada, enquanto isso ela vai mantendo a fazenda produzindo e fazendo as entregas de pedidos, mas, não esquece e nem desiste de sua avó em nenhum momento.

Em uma dessas entregas Scarlet acaba se envolvendo numa confusão e acaba sendo salva por um homem conhecido como Lobo que participa de lutas de rua, ela fica agradecida, mas, sente um misto de medo e atração pelo homem, logo ela trata de ir embora, o que ela não esperava é que Lobo era o único quem poderia ajuda-la a encontrar novamente a sua avó.

Enquanto isso Cinder com a ajuda de Throne saí em busca de respostas para o seu passado, e a única pessoa que talvez possa te dar essas respostas é Michelle Benoit, que vem a ser a avó desaparecida de Scarlet. E assim Scarlet quer sua avó de volta e Cinder quer encontrá-la para conseguir suas respostas.

Minha gente, mas que livro maravilhoso foi esse? Sabe aquele livro que é tão bom quanto o primeiro? É exatamente como Scarlet se classifica fiquei mais um vez fiquei encantado pela escrita da Marissa, a narrativa da história continua maravilhosa e envolvente, e agora com o acréscimo de mais alguns personagens, que são tão carismáticos quantos os que eu conheci no primeiro livro e isso me deixa muto feliz, pois só mostra o quão bom os próximos livros deverão ser. Assim como no primeiro livro é possível descobrir muito antes do personagens o que vai acontecer na história, mas isso não foi problema para mim.

Eu amei a Scarlet, pois, ela é uma daquelas pessoas cabeças abertas, que primeiro buscam saber a história toda antes de sair julgando as coisas e pessoas, mas em compensação ela é bem esquentadinha, já Lobo é um completo mistério, mas ele é atencioso, claramente forte, quando a gente vê já criou um crush nele hahaha.

Scarlet foi um continuação maravilhosa de se ler, satisfazendo no quesito desenvolvimento da história e na adição de novos personagens, não poderia ter fica mais satisfeito do que fiquei. A capa do livro é linda, com auto-relevo e detalhes prata no título e envernizada na imagem que faz referência a Chapeuzinho Vermelho. Não encontrei nenhum problema de revisão, a diagramação do livro é boa com destaque para a parte interna da capa que é preta, eu gosto bastante da fonte usada no livro e seu tamanho é ótimo para leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar. Volte sempre. <3