19/04/2017

Precisamos falar sobre 13 Reasons Why

Título: 13 Reasons Why
Criador(a): Brian Yorkey
Elenco: Dylan Minnette,Katherine Langford,Kate Walsh,Christian Navarro
Produção Netflix
Uma caixa de sapatos é enviada para Clay (Dylan Minnette) por Hannah (Katherine Langford), sua amiga. O jovem se surpreende ao ver o remetente, pois Hannah acabara de se suicidar. Dentro da caixa, há várias fitas cassete, onde a jovem lista os 13 motivos que a levaram a interromper sua vida - além de instruções para elas serem passadas entre os demais envolvidos.


O que falar dessa série amorzinho não é mesmo?! A maioria de vocês sabem que 13 Reasons Why ( ou Os 13 Porquês ) é a adaptação do livro do Jay Asher com o mesmo nome, porem a série me pegou antes mesmo de estrear por uma razão: Selena Gomez! Eu não tinha lido o livro e não sabia nada sobre a história, mas saber que era um projeto importante da Selena, me fez colocá-la na minha extensa lista da Netflix. A série fala como cruel pode ser a fase escolar e como isso afeta pessoas diferentes de diferentes maneiras. Logo depois de Hannah cometer suicídio, Clay um de seus amigos, recebe fitas cassetes em sua casa e logo se vê ouvindo os porquês de tal atrocidade ter acontecido. As fitas trazem flashbacks contados por ela mesma de como foi passar tudo aquilo e como cada atitude a afetou. Em um momento ela diz “Talvez eu nunca saiba por que vocês fizeram o que fizeram. Mas eu posso fazê-los sentir como foi” e essa frase sintetiza exatamente o que a série irá mostrar ao longo dela.

Eu acho que 13 Reasons Why acima de tudo é uma série que precisa ser vista, ela não faz apologia ao suicídio como já vi várias pessoas dizerem, ela mostra como é real isso, e é essa a chave do sucesso da série, trazer uma verdade nua e crua sobre o tema para que ele possa ser discutido e evitado. Cinematograficamente a série é lindíssima, o jogo de câmeras e os cortes de passado e presente são magistralmente feitos com o cuidado necessário para o espectador não se perder no tempo. Detalhes como um simples machucado no Clay te faz diferenciar os acontecimentos. O legal que a série não se trata só da Hannah, mas sim de todos os envolvidos, o quão alguém pode crescer e mudar como foi o caso do Clay, como atitudes desencadeiam outras e assim sucessivamente, e como nós somos uma mistura de Hannah Baker, afinal quem nunca sofreu bullying na vida, mas ao mesmo tempo também nos vemos em cada porquê, porque ninguém é ruim o bastante ou bom o bastante. A maioria dos atores são novos, e mesmo assim conseguiram atingir e doar o máximo da carga emocional necessária para a série, Kate Walsh que faz a mãe da Hannah, mostrou uma personagem incrível com camadas de atuação que faz você imergir na dor e na luta diária dela. Enfim, eu sou um pouco suspeita pra falar porque eu adorei a série e maratonei em dois dias, mas se você não viu ainda, por favor corre pra ver. E para vocês que já assistiram, comenta ai o que acharam e se ela vale uma segunda temporada.

"E estou prestes a te contar a história da minha vida ''

Um comentário:

  1. Olá, tudo bem?
    Pois é, estou dentro dessa opinião que é uma série que precisa ser vista, vi muitos comentários sobre, trazendo somente erros em relação a tal, mas encontrei foi um conselho muito grande para pessoas que se abrem dentro do bullying apenas como uma "brincadeira" e também com relação ao silêncio, um ponto que as vezes é o essencial, mas as vezes tem que mudar, sendo principal "A boca aberta" pois o silêncio pode levar na pior, conforme foi com Hannah.
    E diante dos atores, por um começo dos tais, eu me apaixonei pela série, pelos atores, enfim, o meu gosto foi muito grande e a minha ansiedade por uma segunda temporada é grande. rsrs'
    Amei a postagem. <3
    Mas... passo a primeira vez por aqui no seu blog. 🙂
    Meu nome é Everton e acabo de estar com meu blog aberto e com isso estou conhecendo novos e buscado companhias, por isso te convido a passar nele: https://rabiscoscolorido.blogspot.com.br/, espero que goste, estou no meu começo, contudo, será sempre bem vinda.

    Obrigado,
    Everton Silva

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar. Volte sempre. <3